sexta-feira, 26 de março de 2010

Ser professora

Hoje me dei conta que quero ministrar aulas pro resto da minha vida. Apesar do trabalho exaustivo, desgastante e desvalorizado que o magistério tem sido, não consigo me imaginar em outro lugar que não seja numa sala de aula, seja chamando atenção daquele aluno atentado, seja fazendo piadinhas com eles, parabenizando aqueles que conseguiram atingir suas metas, seja ouvindo suas queixas, sendo um pouco psicóloga e mãe de todos.
Quando vejo um aluno desenvolver com sucesso uma tarefa e evoluir mais uma etapa em sua vida me dá um orgulho imenso em ter feito parte disso, compensa minha rouquidão no fim do dia, minha prematura surdez, o salário baixo e a paciência já ao limite. Parece que esses fatores se resumem a nada e quero fazer tudo de novo no dia seguinte.

Quero também as portas erradas

Um dia em algum lugar li que para acertarmos na vida e sermos felizes precisamos abrir as portas certas, que cada porta aberta levava a escolha de outras e deveríamos abrir aquela que nos levasse ao absoluto sucesso.

Discordo! A felicidade também está em abrir as portas erradas, afinal se conseguirmos realizar nossas conquistas de maneira fácil à vida ficaria um tédio.

Sabe, é preciso morrer de raiva, morrer de amor, rir e chorar, vencer e perder, assim nos sentimos vivos. Você da um enorme valor a vitória depois que conhece o gosto da derrota e dessa forma conhecemos uma sensação mais prazerosa de se vencer.


A vida tem que ser mesmo de topadas, erros e acertos, não há uma fórmula certa e exata para atingirmos a tal plenitude da felicidade, a vida é feita de momentos, realizada em etapas. E a felicidade está na mais pura simplicidade, aquela simplicidade da vida que a gente só se da conta da tamanha felicidade que nos traz depois que perdemos.



É na simplicidade de um final de dia cansada do trabalho que me vem a sensação prazerosa de dever cumprido, é na simplicidade de rir com meus amigos sem preocupação com nada, é na simplicidade de receber o afeto de quem amo. Não há fórmulas, é a mais pura simplicidade do dia-a-dia que nos faz querer acordar no dia seguinte pra sermos felizes mais uma vez.

sábado, 20 de março de 2010

Ele ...

Com um sorriso lindo e um olhar charmoso. Ele cativa;

Dono de um jeito próprio bastante peculiar. Ele seduz;

Caminha com potencial de quem sabe o que quer, decidido e seguro de si. Ele domina;

Carrega consigo emoções fortes, sejam elas boas ou ruins, sempre intensas, não ama nem odeia pela metade. Ele surpreende;

Gosta de ter o controle das situações, sufoca-se na confusão de seu ego quando não tem o controle, a instabilidade emocional o deixa desnorteado, necessita ter o quer deseja e do seu jeito. Ele fascina;

Quando deseja, deseja com a alma, com a mais pura paixão. Ele atrai;

Gosta de ser admirado, sabe e exibe de peito estufado todas as suas qualidades e faz
dos seus defeitos um código a ser desvendado. Ele intorpece;

Traz consigo um porte de homem mau, pura artimanha de quem é bondoso demais,
mas leva tal imagem até o fim por puro capricho. Ele hipnotiza;

Sabe o que quer, o que dizer, o que fazer, tudo isso sem perder a humildade. Ele encanta.



segunda-feira, 15 de março de 2010

Nada é permanente a não ser a mudança

Hoje parei pra refletir sobre o momento atual da minha vida, deve ser efeito do 2.4 chegando; sempre digo que o tempo passa rápido e realmente não da tempo nem de respirar, mas na velocidade que passa também passam os acontecimentos. Lembro-me do meu aniversário de 23 anos, fazia meus planos da minha volta ao Rio de Janeiro, o término da minha tão sonhada e desejada faculdade, planos de pós graduação, iniciar minha carreira no magistério e o que não poderia faltar, meus planos de casamento. Em menos de um ano minha vida deu um giro de 360°. Nossa! O que aconteceu! Não sou mais aquela do ano passado! Mas como assim?! Como ninguém me avisa disso?! Hoje sou formada, ministro aulas e até dirijo (até o ano passado jamais imaginei superar meus traumas com a direção). Ah! Os planos de casamento? Que casamento mesmo?! Se perderam em alguma esquina, antes que eu me desse conta disso.

sábado, 13 de março de 2010

Agora levanto a bandeira do pós modernismo...

Admito que quando iniciei meu curso de História era uma revolucionária, comunista de carteirinha, totalmente anticapitalista, cheia de ideais, teorias próprias, me tornei cada vez mais descrente de qualquer religião, até me assumir como atéia. De todos os pensamentos que se formaram na minha cabeça após meu curso o único que me deixou cada vez mais confusa foi justamente aquele que eu possuía a maior admiração, o comunismo, aliás ainda possuo uma tremenda admiração, todos os ideais de “Che”, Fidel. Nossa! Queria ter nascido a algumas décadas atrás, teria me transformado uma revolucionária.

Mas hoje, nesse mundo de BBB e cia, os jovens mais envolvidos com seus aparelhos eletrônicos e pouca consciência de seus papéis no mundo. O comunismo se tornando um sistema anacrônico (na minha opinião), o capitalismo um sistema que geral milhões de miseráveis, eleva um grupo a mais alta riqueza e faz de uma classe média altamente consumista e alienada. Realmente é difícil seguir algum ideal nos dias de hoje.

Iniciei o ano de 2007 comunista e inicio o ano de 2010 pós-modernista, totalmente pessimista e descrente com qualquer sistema.

Achei interessante algumas proibições em Cuba, segue abaixo uma lista de algumas delas:

É Proibido:

1) Mudar de emprego sem permissão do governo.

2) Mudar de casa: as permutas podem ser realizadas se aprovadas e após os interessados se submeterem a dezenas de regulamentos.

3) Publicar seja o que for sem permissão do governo.

4) Possuir um PC, fax, ou antena parabólica.

5) O acesso a Internet, severamente controlado e vigiado pela segurança do Estado. Apenas 1,7% da população tem acesso a Internet.

6) Ler livros, revistas ou jornais, com exceção dos aprovados e publicados pelo governo. Não existe Imprensa independente. Ler “1984” ou “A Revolução dos Bichos”, de Orwell, é considerado tão subversivo quanto ter um exemplar da revista Sputnik ou Novidades de Moscou, editadas durante a Perestroika, na antiga URSS.

7) Receber publicações do exterior, ou levadas por visitantes (passível de detenção segundo a Lei 88).

8) Comunicar-se livremente com jornalistas estrangeiros.

9) Frequentar hotéis, restaurantes, praias, spas e demais complexos para turistas, onde cubanos não podem entrar.

10) Aceitar presentes ou doações de visitantes estrangeiros.

11) Procurar emprego em companhias estrangeiras estabelecidas na ilha sem aprovação antecipada do governo.

12) Possuir negócios próprios (propriedade privada). Apesar de alguns negócios de pequena monta terem obtido a aprovação do governo, são submetidos a impostos e regulamentações asfixiantes.

13) Ganhar mais do que o salário estabelecido pelo governo para todos os empregos: 7-12 dólares por mês para a maioria dos trabalhos; 15-20 dólares ao mês para profissionais como médicos e funcionários do governo.

14) Vender qualquer objeto pessoal, serviços, produtos alimentícios preparados em casa ou artesanato caseiro, sem a aprovação do governo.

15) Pescar no litoral ou em um bote, sem permissão do governo.

16) Organizar times desportivos, atividades de esporte e atuações artísticas sem permissão do governo.

17) Receber prêmio em dinheiro ou tentar atuar no estrangeiro.

18) Escolher um médico ou um hospital. Quem escolhe isso é o governo.

19) Buscar ajuda médica fora de Cuba.

20) Contratar um advogado, a não ser que se obtenha a aprovação do governo.

21) Negar-se a participar de manifestações ou demonstrações em massa organizadas pelo Partido Comunista. Negar implica em ser caracterizado como inimigo do regime.

22) Negar-se a participar em trabalho 'voluntário' com adultos e crianças.

23) Negar-se a votar nas eleições com partido único e candidatos nomeados pelo governo... (Fidel Castro não é eleito em voto direto. Seu nome nunca aparece nas cédulas).

24) Transportar produtos alimentícios para consumo pessoal ou familiar de uma província a outra. As maletas dos viajantes podem ser revistadas a qualquer momento em trens, ônibus, carros particulares, bicicletas ou qualquer outro meio de transporte. Os produtos são confiscados e os portadores processados judicialmente pelo delito.

25) Matar uma vaca. Os camponeses que ousarem matar uma rês, mesmo que de sua propriedade, para consumo da família, e muito menos para vender, cometem um delito cuja pena é de 5 anos de detenção.

26) Comprar ou vender imóveis e terrenos. Só é permitida a permuta, e isso depois de seguir inúmeras regulamentações. Apesar de menos de 6% das terras agricultáveis ainda permanecerem em mãos de camponeses, pois a grande maioria foi expropriada na primeira década após a revolução.

27) Importar freezer, condicionadores de ar, fogões, fornos, microondas, ferros de passar, aquecedores de água, duchas, frigideiras e torradeiras.

28) Regressar para viver no país depois de ter emigrado. Quem decide voltar à ilha para rever seus parentes necessita de um visto de permissão que custa 450 dólares, mesmo que tenha passaporte estrangeiro. Se o visto for rejeitado, o dinheiro não é devolvido.

29) Escolher livremente a carreira que deseja seguir. O processo de seleção para as universidades leva em conta fatores ideológicos e as “necessidades da revolução” naquele momento.

30) Convidar um estrangeiro para passar uma noite em sua casa. Se os vigilantes CDR (Comitês de Defesa da Revolução, quer dizer, espiões de vizinhos) denunciam que um estrangeiro esta pernoitando na casa de um cubano, as investigações iniciadas terminarão em multa ou, em caso de reincidência, na expropriação da casa.

31) Comprar leite para crianças maiores de sete anos.

sexta-feira, 12 de março de 2010

E dizem que vida de professor é fácil...












E o Governo Federal diz que estamos melhorando a cada ano, já temos uma média de 3,7 (UAU!)

Exame Nacional do Ensino Médio


1) “o problema da amazônia tem uma percussão mundial. Várias Ongs já se estalaram na floresta.”

(percussão e estalos. Vai ficar animado o negócio)

2) “A amazônia é explorada de forma piedosa.”
(boa)

3) “Vamos nos unir juntos de mãos dada
s para salvar o planeta.”
(tamo junto nessa, companheiro. Mais juntos, impossível)

4) “A floresta tá ali paradinha no lugar dela e vem o homem e créu.”

(e na velocidade 5!)

5) “Tem que destruir os destruidores por que o destruimento salva a floresta.”
(pra deixar bem claro o tamanho da destruição)

6) “O grande excesso de desmatamento exagerado é a causa da devastação.”
(pleonasmo é a lei)

7) “Espero que o desmatamento seja instinto.”
(selvagem)

8) “A floresta está cheia de animais já extintos. Tem que parar de desmatar para que os animais que estão extintos possam se reproduzirem e aumentarem seu número respirando um ar mais limpo.”

(o verdadeiro milagre da vida)

9) “A emoção de poluentes atmosféricos aquece a floresta.”
(também fiquei emocionada com essa)

10) “Tem empresas que contribui para a realização de árvores renováveis.”
(todo mundo na vida tem que ter um filho, escrever um livro, e realizar uma árvore renovável)

11) “Animais ficam sem comida e sem dormida por causa das queimadas.”
(esqueceu que também ficam sem o home theater e os dvd’s da coleção do Chaves)

12) “Precisamos de oxigênio para nossa vida eterna.”
(amém)

13) “Os desmatadores cortam árvores naturais da natureza.”
(e as renováveis?)

14) “A principal vítima do desmatamento é a vida ecológica.”
(deve ser culpa da morte ecológica)

15) “A amazônia tem valor ambiental ilastimável.”
(ignorem, por favor)

16) “Explorar sem atingir árvores sedentárias.”
(peguem só as que estiverem fazendo caminhadas e flexões)

17) “Os estrangeiros já demonstraram diversas fezes enteresse pela amazônia.”

(o quê?)

18) “Paremos e reflitemos.”
(beleza)

19) “A floresta amazônica não pode ser destruída por pessoas não autorizadas.”
(onde está o Guarda Belo nessas horas?)

20) “Retirada claudestina de árvores.”
(caraulio)

21) “Temos que criar leis legais contra isso.”
(bacana)

22) “A camada de ozonel.”
(Chris O’Zonnell?)

23) “a amazônia está sendo devastada por pessoas que não tem senso de humor.”
(a solução é colocar lá o pessoal da Zorra Total pra cortar árvores)

24) “A cada hora, muitas árvores são derrubadas por mãos poluídas, sem coração.”
(para fabricar o papel que ele fica escrevendo asneiras)

25) “A amazônia está sofrendo um grande, enorme e profundíssimo desmatamento devastador, intenso e imperdoável.”
(campeão da categoria “maior enchedor de lingüiça”)

26) “Vamos gritar não à devastação e sim à reflorestação.”
(NÃO!)

27) “Uma vez que se paga uma punição xis, se ganha depois vários xises.”
(gênio da matemática)

28) “A natureza está cobrando uma atitude mais energética dos governantes.”
(red bull neles - dizem as árvores)

29) “O povo amazônico está sendo usado como bote expiatório.”
(ótima)

30) “O aumento da temperatura na terra está cada vez mais aumentando.”
(subindo!)

31) “Na floresta amazônica tem muitos animais: passarinhos, leões, ursos, etc.”
(deve ser a globalização)

32) “Convivemos com a merchendagem e a politicagem.”
(gzus)

33) “Na cama dos deputados foram votadas muitas leis.”
(imaginem as que foram votadas no banheiro deles)

34) “Os dismatamentos é a fonte de inlegalidade e distruição da froresta amazonia.”
(oh god)


35) “O que vamos deixar para nossos antecedentes?”
(dicionários)




quarta-feira, 10 de março de 2010

Ai que nostalgia me bateu hoje...

Ai que nostalgia me bateu hoje...

Guardo momentos da minha infância que jamais esquecerei.

Hoje ao terminar de dar minha habitual aula para o 6° ano fiquei observando meus alunos irem embora. Prendeu-me a cena de um pai esperando sua filha e a recebendo com beijos e abraços. Nossa! Parei por alguns instantes! Como ficava feliz quando meu pai ia me buscar na escola. Lembro-me de abraçá-lo e beijá-lo bem forte de tanta alegria. Como o tempo passa rápido! Tenho tantas cenas da minha infância em minha memória. Algo que me marcara e que sempre me recordo foram os momentos em que adoecia, era uma criança de saúde um tanto frágil, sempre ficava doente, e meu pai sem dinheiro para pagar as despesas de remédios e médicos ficava desesperado, por mais que ele não demonstrasse pra mim, tentasse passar que estava tudo bem, já conseguia entender o que acontecia. Lembro de procurar ficar sempre quietinha, fingindo que estava bem, que já havia melhorado. Besteira de criança! Meu pai até hoje sabe quando estou bem só de olhar em meus olhos.

Mesmo com todas as dificuldades de minha infância, tenho tantas saudades!

terça-feira, 9 de março de 2010

Desabafando ...

Realmente em briga de marido e mulher não se mete a colher!
A modelo Joana Machado, noiva do Jogador do Flamengo Adriano, após ter sido amarrada a uma árvore numa favela carioca a mando de seu noivo, aparece desfilando ao lado dele num treino do Flamengo. Que lindo! Após o escândalo feito a noiva do Adriano resolveu carinhosamente perdoá-lo.
E como já disse o goleiro Bruno companheiro de Adriano no Flamengo "Em briga de marido e mulher ninguém mete a colher, quem nunca saiu na mão com uma mulher antes?!"

Realmente o século XXI trouxe à tona novas perspectivas, dinheiro e status ultrapassam dignidade e caráter. A juventude não é mais atuante como fora até a década de 80 do século passado, sonhos se transformaram em poder e status, os ideiais se renderam a luxúria e o capitalismo selvagem devora a cada dia mais nossas mentes e moldam novas mentalidades em nossas crianças.
Adolescentes cada vez mais se encontram americanizados, valores e tradições não existem mais, afinal atualmente um adolescente tem mais informações na cabeça do que um atual idoso de 80 anos tivera em toda a sua existência, não há tradição e valor que resistam a globalização. O mundo parece girar três vezes mais rápido que o início do século XX, são tantas as informações que não se pode mais ficar parado.
E as informações chegam tão rápido e por diferentes veículos de comunicação que não se da mais tempo de assimilá-las com a devida atenção que se prese.
Com a notícia divulgada essa semana do caso Adriano, pude constatar que adolescentes não fazem idéia da barbaridade que fora tal ato. Conseguem assimilar como algo normal. Aliás cadê nossa socidade que continua a vibrar por homens como Adriano, Bruno dentre outros?!

sábado, 6 de março de 2010

Pintando as unhas de vermelho

É! Preciso admitir que desconhecia a sensação boa que é de ser solteira.
É bom deixar o pensamento fluir sem culpa;
É bom olhar, desejar, se encantar, fazer com que ele se encante mesmo que seja pelo puro prazer de ser desejada;
É bom sair com as amigas sem hora pra voltar, sem satisfação pra dar;
É bom planejar aqula viagem e sentir toda a liberdade;
É bom fazer charme e fingir que nem havia notado aquele cara lindo impossível de não ser notado;

Mas é ótimo dormir de conchinha com aquela pessoa que te entende;
Ir ao cinema no sábado à noite com aquela pessoa que te completa e te faz tão bem;
Ter pra quem ligar quando se está mal e precisa desabafar;
e até mesmo quando ele resolve implicar com aquela saia, com aquela amiga ou mesmo passar o domingo todo assistindo futebol, que será resultado de uma briga no fim do dia ... é muito bom ... fazer as pazes então, melhor ainda.

Viva o Maradona

Certa vez alguém me aconselhou a não desistir nunca, seguir, cair, levantar e continuar.
Juro, mas juro mesmo que tento fazer isso em diversos momentos, mas admito a minha incapacidade de persistência. Tento uma vez, duas, na terceira já estou olhando pro lado e na quarta já fui.
Será um defeito meu?
Será um grande erro?
Não sei!
Ser brasileiro e não desistir nunca?! Desculpe! Devo ser argentina!

sexta-feira, 5 de março de 2010

Devaneando desvairadamente

Meu corpo flutua
Sinto-me saindo do chão
Um leve formigamento sobe pelas minhas pernas
Cada suspiro parece o último
Não sou mais dona de mim
Algo de dentro pra fora me impulsiona a agir
Sensação de descontrole por uns instantes
De repente volto a realidade
e um surto me toma conta
Uma desvairada surge e domina todo o meu ser
Algo desperta e surge uma desconhecida!

Quem dera eu pudesse

Quem dera eu pudesse
saber se os passos que estou dando me levarão ao paraíso;

Quem dera eu poudesse
prever meus erros e remediá-los a tempo;

Quem dera eu pudesse
caminhar sempre na luz;

Quem dera eu pudesse
viver longe de arrependimentos;

Quem dera eu pudesse
ser ainda aquela menina tímida que se escondia do mundo sem culpas;

Quem dera eu pudesse
ter tudo que desejo;

Quem dera eu pudesse...

Mas como não posso continuo minhas apostas altas e arriscando todas as minhas fichas diariamente, não me contento com o pouco, não nasci pra arriscar pouco numa vida mais ou menos.
A Adrenalina da vida me move ... ... ...